Mês: outubro 2015

O Povo Brasileiro

dacry ribeiro

Darcy Ribeiro (1922-1997) foi um dos grandes intelectuais brasileiros. Dedicou seus primeiros anos de vida profissional ao estudo dos índios do Pantanal, do Brasil Central e da Amazônia. Neste período fundou o Museu do Índio e criou o Parque Indígena do Xingu. Escreveu uma vasta obra etnográfica e de defesa da causa indígena. Nos anos seguintes (1955) dedicou-se à educação primária e superior. Ajudou a criar a Universidade de Brasília (UNB) e foi Ministro da Educação, participando do governo João Goulart, que foi deposto pelo golpe civil-militar de 1964. Darcy seguiu para o exílio. Viveu em vários países da América Latina. Neste período escreveu os cinco volumes de seus Estudos de Antropologia da Civilização (“O Processo Civilizatório”, “As Américas e a Civilização”, “O Dilema da América Latina”, “Os Brasileiros: 1. Teoria do Brasil”, e “Os Índios e a Civilização”), que têm 96 edições em diversas línguas. Neles propõe uma teoria explicativa das causas do desenvolvimento desigual dos povos americanos. Publicou também romances. Na volta do exílio, nos anos 1980, foi secretário da Cultura e Coordenador do Programa de Educação no estado do Rio de Janeiro, com o encargo de implantar 500 CIEPs que eram grandes escolas de turno integral. Redigiu a LDB-educação de 1996. Colaborou na criação do Memorial da América Latina, edificado em São Paulo. Gravou um disco na série mexicana “Vozes da América” e mereceu títulos de Doutor Honoris Causa da Sorbonne e das Universidades de Montevidéu, Copenhague e da Venezuela Central.

O livro “O Povo Brasileiro: A Formação e o Sentido do Brasil” (1995) foi seu último livro que, de certa forma recapitula todas suas pesquisas e conclusões anteriores.

Segue abaixo link do livro de Darcy Ribeiro:

darcy_ribeiro_-_o_povo_brasileiro-_a_formac3a7c3a3o_e_o_sentido_do_brasil-1

Anúncios