Eduardo Galeano vive!

galeano2

No dia 13 de abril de 2015  o mundo perdeu o notável jornalista e escritor uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015). O autor do clássico “Veias Abertas da América Latina”, escrito nos anos 1970 e traduzido para dezenas de línguas (livro em que narra de maneira nua e crua a exploração e espoliação dos povos latino-americanos da época colonial até a era do imperialismo norte-americano no século XX)  mas também autor de dezenas de livros como a trilogia “Memória do Fogo”, o “Livro dos Abraços” e “O Futebol ao Sol a a Sombra” que combinam poesia, crônicas, romances, textos políticos e de análise histórica. Galeano, apaixonado por futebol, perseguido e preso pela ditadura militar uruguaia, foi um ativista e militante das lutas dos movimentos sociais como os povos indígenas, os sem terra, na luta contra as multinacionais de transgênicos e agrotóxicos. Reconhecido como um dos grandes escritores latino-americanos Galeano deixa como legado uma notável obra literária. Segue abaixo crônica de Galeano publicada pela editora L&PMPocket (2008) na coletânea intitulada “Dias e Noites de Amor e de Guerra”:

Verão de 42

Há anos em Kiev, me contaram por que os jogadores do Dínamo tinham merecido uma estátua.

Contaram um estória dos tempos da guerra.

Ucrânia ocupada pelos nazistas. Os alemães organizaram um jogo de futebol. A seleção nacional de suas forças armadas contra o Dínamo de Kiev, formada pelos operários da fábrica de tecidos: os super homens contra os mortos de fome.

O estádio está lotado. As arquibancadas se encolhem, silenciosas, quando o exército vencedor mete o primeiro gol da tarde: se acendem quando o Dínamo empata, estalam quando o primeiro tempo termina com os alemães perdendo por 2 a 1.

O comandante das tropas de ocupação envia seus assistente aos vestiários. Os jogadores do Dínamo escutam a advertência:

-Nosso time nunca foi vencido em territórios ocupados.

E a ameaça:

-Se ganharem, serão fuzilados.

Os jogadores voltam ao campo. Poucos minutos depois, terceiro gol do Dínamo. O público acompanha o jogo em pé, e em um único longo grito. Quarto gol: o estádio vem abaixo.

De repente, antes da hora, o juiz dá por terminado o jogo.

Foram fuzilados com as camisetas, no alto de um barranco.

Segue abaixo lista das obras de Galeano:

  • Los días siguientes (1963)
  • China (1964)
  • Guatemala (1967)
  • Reportagens (1967)
  • Los fantasmas del día del léon y otros relatos (1967)
  • Su majestad el fútbol (1968)
  • As veias abertas da América Latina (1971)(P)
  • Siete imágenes de Bolivia (1971)
  • Violencía y enajenación (1971)
  • Crónicas latinoamericanas (1972)
  • Vagamundo (1973)(P)
  • La cancion de nosotros (1975)
  • Conversaciones con Raimón (1977)
  • Días y noches de amor y de guerra (1978)(P)
  • La piedra arde (1980)
  • Voces de nuestro tiempo (1981)
  • Memória do fogo – trilogia – (1982-1986)(P)
  • A Pedra Arde (1983)
  • Aventuras de los jóvenes dioses (1984)
  • Ventana sobre Sandino (1985)
  • Contraseña (1985)
  • El descubrimiento de América que todavía no fue y otros escritos (1986)
  • El tigre azul y otros artículos (1988)
  • Entrevistas y artículos (1962-1987) (1988)
  • O Livro dos Abraços (1989)(P)
  • Nós Dizemos Não (1989)
  • América Latina para entenderte mejor (1990)
  • Palabras: antología personal (1990)
  • An Uncertain Grace com Fred Ritchin, fotos de Sebastião Salgado (1990)
  • Ser como ellos y otros artículos (1992)
  • Amares (1993)
  • Las palabas andantes (1993)(P)
  • úselo y tírelo (1994)
  • O futebol ao sol e à sombra (1995)(P)
  • Ser como eles (1997)(P)
  • Mulheres (1997)(P)
  • Patas arriba: la escuela del mundo al revés (1998)(P)
  • Bocas del Tiempo (2004)(P)
  • O Teatro do Bem e do Mal (2002)(P)
  • Espelhos – uma quase história universal (2008)(P)
  • Espelhos. Uma história quase universal (2008) (P)
  • Os Filhos dos Dias (2012) (P)                                                                                                                                    Fonte:Wikipedia
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s